10 Dicas para cuidar do corpo e da mente

Vivemos numa era de desumanização e de incertezas, num mundo dominado pelo imediatismo do capitalismo e das tecnologias. Isso é a causa original de ansiedades e desequilíbrios e, assim, muitos de nós adquirem síndromes e outras doenças físicas ou psicossomáticas, leves ou até graves. As dicas a seguir foram desenvolvidas a partir de experiências vividas e buscam, de maneira simples, evitar as armadilhas negativas da vida.

#10 DICAS PARA CUIDAR DO CORPO E DA MENTE

#1. Respeite a sua cronobiologia: A cronobiologia não surgiu ontem e sim há 3.500 anos, na antiga Grécia, o médico Hipócrates já observara que muitos problemas de saúde têm caráter sazonal. Essa ciência se baseia na velha noção do “tempo vivo”, diferente do tempo cronológico mostrado pelos nossos relógios. Mais simplificadamente, esta área da biologia é responsável por estudar o “relógio biológico” dos seres vivos.

#2. Tenha equilíbrio pessoal: é uma das primeiras buscas que devemos fazer por meio de alimentação balanceada, exercícios físicos, exercícios aeróbicos, yoga, artes marciais e outros que tenham no seu escopo atividades que trabalhem o corpo e a mente de maneira equilibrada.

#3. Tenha postura e disciplina adequadas: é simultaneamente uma questão cultural e um traço de personalidade que certamente pode ser incorporada nos jovens a partir dos exemplos da família, da orientação de professores e de coaching no mundo profissional.

#4. Trabalhe o seu modelo mental: ter um caráter psicológico e cultural está na cabeça de cada pessoa. E aqui, vale lembrar o quanto as pessoas são complexas e diferentes nas suas formas de pensar; mas queremos chamar a atenção para questões tangíveis e exemplos como o do nosso saudoso Ayrton Senna, um exemplo de modelo mental positivo e vencedor.

#5. Tenha maturidade: apesar se ser de fundo psicológico, a maturidade vai muito mais além, até as experiências de vida, de dificuldades enfrentadas e vencidas na infância e adolescência, associadas às lições de família e exemplos positivos vindos do círculo de amizades. Conhecemos pessoas de 40 anos imaturas, ao mesmo tempo em que conhecemos jovens de 17 anos com alta maturidade.

#6. Tenha equilíbrio emocional: é uma questão decisiva nos tempos atuais, o coeficiente emocional (QE) tornou-se uma qualidade essencial às pessoas bem sucedidas e com alto grau de resiliência.

#7. Mantenha-se distante dos “7 pecados capitais”: muita atenção aos tradicionais e históricos 7 pecados capitais que destroem os pilares das virtudes humanas. São eles: luxúria; gula; avareza; ira; soberba; inveja e preguiça.

#8. Não cultive a ansiedade: a democracia, que tem sido uma das mais importantes conquistas da inteligência humana, por garantir o direito à liberdade de pensar e se expressar, não estancou algumas chagas psicossociais fundamentais da nossa sociedade moderna, como a violência psicológica, a invasão de privacidade, as discriminações, as farmacodependências e a exclusão social – todos motivos causadores de grande ansiedade e medo.

#9. Afaste o medo e a solidão: o medo e a solidão formam com a ansiedade, um trio de dominação da alma humana. Assim, a descrição acima, também cabe para este item. Sobre a solidão cabe alertar para a descrição do item a seguir.

#10. Tenha amigos: desenvolva competências interpessoais e de relacionamento. Saiba dar e receber feedbacks e, lembre-se: “…o homem é um ser que conquistou as estrelas, mas não conquistou a si mesmo. É um ser violento e que mata por motivos fúteis, diferente dos animais que matam para se alimentar e sobreviver”.

CORPO E MENTE – PARADOXOS

A análise dos “paradoxos” de nossa era é um tema de grande relevância e que toca diretamente a vida de todos nós como pais, marido ou esposa, como profissional e como cidadão. Charles Hardy em seu livro “Era do Paradoxo: dando um sentido para o futuro“, abordou de uma forma muito prática, explicando várias de nossas 10 Dicas.

Sobre essas diversas questões paradoxais, o autor diz “… se quisermos enfrentar a turbulência da vida atual, precisamos começar achando um modo de organizá-la em nossas mentes. Até fazermos isso (cuidar do corpo e da mente), nos sentiremos impotentes, vítimas de fatos além de nosso controle ou mesmo de nossa forma de compreender o mundo”.

Artigo extraído e adaptado do site Escola, Trabalho & Vida.

_____________________________

Conteúdo relacionado:
10 dicas para estudar e aprender mais fácil
Learning-how-to-learn

O corpo humano dá dicas para ter boa produtividade

#WaysUpCoaching-productivity_3

Gostou? Compartilhe:


E curta nossas redes sociais:

Conteúdo Relacionado