Como parar de descontar a ansiedade no seu corpo

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem o maior número de pessoas ansiosas do mundo: 18,6 milhões de cidadãos (9,3% da população) convivem com o transtorno.

Também considerada um dos males do século, a ansiedade acomete mais as mulheres: cerca de 7,7% delas são ansiosas, o dobro do total de homens (3,6%).

Não é necessário que você tenha tido uma infância emocionalmente doente ou traumática para se tornar um adulto ansioso. “O simples fato de pensar de maneira rápida e ter muitas preocupações já é motivo de ter ansiedade”, afirma a Master Coach Ivana Almeida*.

Como escape no mecanismo de defesa, um dos alívios que geralmente o cérebro busca é na comida, como forma de compensar o estresse gerado pela ansiedade, ou seja, para que ele não entre em colapso e, literalmente, não dê um curto-circuito e venha a “pifar”, diz a especialista.

Mente e corpo funcionam em perfeita sincronia, e o que acontece na mente traz consequência para o físico e, no caso da ansiedade, esse efeito pode ser devastador a exemplo da obesidade, gastrite, enxaqueca, problemas cardíacos, pressão alta, insônia e de tantos outros problemas.

O momento mais apropriado para enfrentar a ansiedade é quando você começa a perceber os sintomas.

É muito mais difícil interromper um modelo emocional quando este já está totalmente enraizado do que quando apenas iniciou.

Compreenda que sua mudança começa de DENTRO para FORA.

Com o intuito de ajudar você na prevenção da sua saúde mental contra a ansiedade, a especialista Ivana Almeida apresenta 3 dicas:

1 – Compreenda que a ANSIEDADE é útil.

Ela é apenas um estímulo a uma ação. Aproveite-a para agir em prol das suas metas.

2 – Aprenda com a própria emoção.

Você já a sentiu outras vezes.

O que deu certo no passado que pode ajudar você agora?

Escreva suas estratégias antigas e adapte-as para o seu momento presente.

3 – Descubra a causa da sua ansiedade.

Desperte sua curiosidade para a ansiedade, ela está [email protected] a criar novas oportunidades para sair da dor.

A ansiedade gerada em você é resultado do que está pensando, sentindo e fazendo.

Essas 3 PERGUNTAS de OURO podem ajudar na busca de um novo estado:

Ø  Como eu quero me sentir neste exato momento (de verdade)?

Ø  O que eu estou disposta a fazer para criar uma solução e lidar com isso agora mesmo?

Ø  O que eu posso aprender com essa situação?

Portanto, cuide das mensagens e comandos que transmite ao seu cérebro!

Como afirma Deepak Chopra em seu livro Você tem fome de quê?:

“Quando o cérebro recebe dados negativos, ele se altera em conformidade com as mensagens recebidas. O cérebro não tem pensamentos próprios. Não consegue escolher quais orientações obedecer e quais ignorar. É a pessoa, dona da mente, quem escreve a própria história. O que significa ter o maior controle. Pode-se alimentar o cérebro de mensagens negativas ou positivas – a escolha é de cada um”.

Daí a importância de vivenciar a todo instante esta equação: Bons Pensamentos + Boas Palavras = Boas Ações.

_____________________________

Gostou? Compartilhe:

botão newsletter
Curta nossas redes sociais:

 

 

Conteúdo Relacionado