Descubra que tipo de Profissional você é

Aquilo que te motiva no trabalho pode não motivar os outros à sua volta, sabia? Por exemplo, a interação social num ambiente descontraído. Não são todos os olhos que brilham por isso.

Como gestor, é preciso entender as diferentes motivações de cada um, o que faria com que as pessoas de sua equipe imprimissem no trabalho toda sua competência e foco. Sem esse entendimento, e sem ações para motivá-las, não há como dizer que você faz uma boa gestão de pessoas, tampouco uma gestão estratégica de pessoas.

Para te ajudar, começamos listando 10 tipos de profissionais identificados por Marius Potirniche, líder global de testes de qualidade (QA) da produtora de games Ubisoft. O mais provável, adiantamos, é que sua equipe seja formada por perfis mistos desses profissionais.

Em seguida indicamos, para cada um deles, estratégias de motivação, com base nas orientações das especialistas em coaching Sue Stockdale e Carole Gaskell, em artigos para o The Guardian.

– Os 10 Tipos de Profissionais –

 

#1 O Radiante

Normalmente, é um funcionário novo ou estagiário, sem experiência anterior, mas que está muito entusiasmado para aprender. Por falta de conhecimento e por confiar em falsas suposições, pode cometer vários erros e, por conta disso, liderá-lo é uma missão muito nobre, para a qual poucos líderes parecem preparados. Sobretudo, porque requer didática e paciência para que o profissional aprenda ao máximo e se interesse cada vez mais pelo o que faz, em vez de se frustrar e se sentir diminuído.

Como motivá-lo?

– Quando errar, corrija com elegância, por escrito ou em particular. O erro pode ser devido a uma falta de orientação prévia (sua).
– Não refaça o trabalho. Pode até ser mais rápido, mas é melhor explicar como se faz e deixar que ela se corrija.
– Indique leituras, vídeos e treinamentos que tragam mais conhecimento técnico e melhorem sua postura profissional. Se ela vê no líder um mentor, tenderá a se dedicar mais para impressioná-lo.

#2 O Invisível

É aquele(a) profissional que não se sente muito confortável interagindo com os demais. Geralmente, faz o que é pedido e não inova. Seu nível de competência é baixo, assim como sua contribuição para os resultados da empresa. Quando lhe dizem que tem uma baixa produtividade, ele aceita, mas não faz nada a respeito.

Como motivá-lo?

– A falta de ambição pode estar intimamente ligada a uma falta anterior: a de um plano de carreira. Por isso, verifique a possibilidade de oferecer um plano estruturado para o profissional “invisível”.
– Para todos os perfis de profissional, há uma estratégia de gestão de pessoas incontornável, especialmente neste caso, que infelizmente parece englobar a maior parte das empresas. Neste caso, mostre como seu trabalho diário influencia uma parte da vida das outras pessoas. Sem enrolação.

#3 O Misterioso

É um funcionário que também não se destaca na multidão, mas só até o momento em que ele sugere uma solução muito inteligente – muitas vezes para problemas antigos. Se guiado corretamente, pode amadurecer sua comunicação até se tornar um top performer da empresa.

Como motivá-lo?

– Reconheça suas realizações técnicas em público, em vez de elogiar apenas em particular. Por mais misterioso que seja, se é competente, reconhecimento nunca é demais.
– Seja flexível quanto à prática de homework e trabalho remoto para garantir um espaço próprio. Mas não deixe que se isole do restante da equipe.

#4 O Mochileiro

É o funcionário que acredita crescer ao trocar de empresa e, por isso, está sempre em busca do lugar perfeito para se trabalhar – e daquele que pague melhor. Ele costuma fazer um bom trabalho no curto prazo, mas pode acabar se tornando superficial ou desinteressado com o tempo. Normalmente, não fica mais de seis meses numa empresa e, por conta disso, nem sempre vale a pena investir em seu treinamento.

Como motivá-lo?

– Investir em treinamento e conhecimento pode não compensar a princípio, já que ele pode deixar a empresa logo. Então, o primeiro passo para ele ficar é inspirar sua fome por realização. Se o que deseja é encontrar o lugar perfeito para se trabalhar, pode descobrir que talvez já esteja nele.

#5 O Escorregadio

Podendo ser novato ou velho de guerra, faz o mínimo possível para não ser acusado de baixo desempenho. Quando seu gestor é júnior, não sai da zona de conforto, por confiar que a liderança não terá experiência ou coragem para enfrentá-lo. Normalmente, esse tipo de profissional está em grandes multinacionais, onde pode se camuflar na multidão, por vários anos, passando de uma equipe para outra.

Como motivá-lo?

– Quando o profissional se contenta em fazer o mínimo, é menos por preguiça e mais por não ver um sentido maior no que faz. Uma estratégia é descobrir um ponto de contato entre o que ele mais gosta de fazer (talvez, fora do expediente) e dar uma chance para que exerça isso no seu trabalho.

#6 A Estrela

É aquele que, inegavelmente, faz um bom trabalho. Respeita os colegas, os prazos e por isso, merece a confiança geral. Tem pensamento crítico afiado, é apaixonado pelo que faz, acredita na empresa e traz ótimos resultados. Quanto mais experiência ganha, mais responsabilidades assume, sempre mantendo um alto padrão na qualidade das suas entregas.

Como motivá-lo?

– Reconheça publicamente sua importância para a equipe e destaque sua referência para a empresa. Não creia que elogios em particular bastam quando se trata de um profissional com desempenho fora do comum.
– Funcionários assim, mais cedo ou mais tarde, tornam-se visados por outras empresas. Por isso, garanta que os seus são recompensados acima da média do mercado, para não perdê-los.

#7 O Pessimista

Ele tem conhecimento técnico e pode trazer grandes resultados, mas está sempre colocando as pessoas para baixo com suas queixas constantes, vendo o pior em tudo. Logo, acaba drenando a motivação da equipe e você não vai querer essa pessoa perto dos seus colaboradores mais motivados ou dos juniores. Esse tipo de profissional costuma ser uma evolução do tipo “Escorregadio” ou do “Invisível”.

Como motivá-lo?

– Decididamente, este é um dos tipos, senão o tipo que mais precisa de motivação. Para uma pessoa pessimista, isso pode ser complicado, mas algumas estratégias ajudam.
– Cogite oferecer um feedaback em que você, líder, também seja avaliado(a). É o que chamamos de avaliação de desempenho 360º.
– Entenda se ela gostaria de liderar um projeto, se sente falta de inovação na empresa.
– Avalie um plano de carreira e crescimento.

#8 O Ocupado

Vive convocando reuniões sem pautas claras, sua mesa está cheia de papéis e sua expressão facial é sempre focada. Não é a pessoa mais eficiente da empresa, seus resultados não são espetaculares, mas ela geralmente está ao lado de outras bem-sucedidas e assume parte do sucesso.

Como motivá-lo?

– Explique a diferença entre ser produtivo e ser ocupado. Uma boa maneira de fazer isso é indicar leituras sobre como conduzir reuniões e técnicas de gestão de tarefas.

#9 O Perigoso

Sua maior motivação é o status que ocupa na empresa e, por isso, usa de métodos perigosos para chegar a uma posição mais elevada dentro da empresa. Por exemplo, assume resultados de outras pessoas ou acusa problemas na frente dos gestores para parecer exemplar.

Como motivá-lo?

– Em vez de agir na defensiva, aja de forma estratégica. Caso sinta um profissional ganancioso, mas competente o bastante para ser mantido no time, ajude para que estruture seu plano de carreira dos próximos cinco anos, deixando claro as políticas da empresa e seus valores. Assim, você previne que ele se valha de meios pouco ortodoxos para escalar.

#10 O Líder

É reconhecido como a pessoa mais influente da equipe ou departamento. Numa empresa justa, exerce cargo de liderança. Sua influência vem do seu exemplo, respeito por todos e sua habilidade de conectar a equipe à vontade de bater os resultados.

Como motivá-lo?

– Deixe que essa pessoa se envolva com as outras equipes, em que possa ajudar a identificar e resolver problemas. Afinal, se alguém na empresa é apaixonado por soluções e por ajudar os outros, é o tipo Líder.

Artigo extraído e adaptado do site R blog.

_____________________________

Conteúdo relacionado:
Como transformar um momento de crise em oportunidade

carregar_27_1_2017_as_18_05_20

Saiba quais são as profissões do futuro

carregar_27_1_2017_as_18_20_46

Gostou? Compartilhe:

botão newsletter
Curta nossas redes sociais:

Conteúdo Relacionado