Quer morar na Europa? Estes são os 10 países que oferecem vistos de forma mais simples e barata

Boa parte dos países do mundo possuem programas de incentivo a investimentos de estrangeiros, oferecendo vistos permanentes a pessoas de fora que aplicarem determinadas quantias em certos formatos. Dependendo da localidade, é mais fácil e mais barato obter a cidadania desta maneira.

Um levantamento feito pela empresa de consultoria de cidadania Henley and Partners para o Business Insider descobriu quais são os requerimentos para o oferecimento de vistos a estrangeiros em diversos países e organizou-os do mais simples e barato para os mais exigentes. Confira, a seguir, os 10 países europeus onde é mais fácil viver sendo investidor:

1. Áustria

Há 10 tipos de permissão de residência na Áustria que não exigem investimento e podem ser usados como forma de circular livremente pela área que faz parte do acordo de Schengen.

2. Bélgica

Também não existe a necessidade de investir para conseguir um visto belga, cuja emissão demora cerca de dois meses. Uma proposta de emprego no país é o suficiente para conseguir um visto de moradia.

3. Portugal

Há três maneiras simples de conseguir residência em Portugal: abrir um negócio que gere 10 empregos; transferir um milhão de euros a um banco nacional do país ou comprar uma casa de no mínimo 500 mil euros.

4. Malta

Ter em seu nome uma propriedade de 275 mil euros é o suficiente para poder morar em Malta, onde a taxa fiscal para residentes é de 15%.

5. Espanha

Assim como em seu irmão Ibérico, para conseguir um visto de moradia espanhol basta comprar uma casa de 500 mil euros. Outra opção é aplicar 2 milhões de euros no programa de títulos do governo local.

6. Letônia

Uma permissão temporária de moradia na Letônia “custa” um imóvel de 250 mil euros somado a uma taxa de 5% paga ao governo.

7. Reino Unido

Caso tenha dinheiro para arcar com os altos custos de vida do Reino Unido, um investidor pode aplicar 2 milhões, 5 milhões ou 10 milhões de libras, dependendo da categoria do programa que melhor se enquadrar às expectativas.

8. Jersey

A ilha requere investimento mínimo de 125 mil libras ao ano para conceder visto permanente, mas só aceita pessoas cujos ganhos superem 625 mil libras.

9. Chipre

Para morar no Chipre, um estrangeiro precisa comprar uma propriedade que valha mais de 300 mil euros. Quem tiver o visto de residência paga apenas 12,5% em impostos para abrir um negócio.

10. Grécia

Investidores que conseguirem o visto tipo “D” (estadia de longo prazo), investidores podem solicitar um para moradia ao adquirir propriedades com valor total de 250 mil euros.

Artigo extraído do site Infomoney.

_____________________________

Gostou? Compartilhe:

botão newsletter
Curta nossas redes sociais:

 

 

Conteúdo relacionado:
Dicas para construir uma carreira de impacto
Qualificar-resultados
Como conseguir um horário na agenda de pessoas ocupadas demais para você

tiempo-agenda

Conteúdo Relacionado