Ciência explica de que maneira sua motivação é afetada

Anda desanimado com a vida? Já sabe a origem desse desânimo? Sabe se é no trabalho, na faculdade, na escola, na vida pessoal, com a família, com os amigos, ou até mesmo com o namorado/noivo/marido?

Muitas vezes, só conseguimos superar esse sentimento depressivo quando descobrimos a fonte dele e trabalhamos diretamente nele. Com isso, evitamos despejar nossas tristezas e frustrações nas pessoas com quem convivemos.

A Teoria dos Dois Fatores pode te ajudar a interpretar suas emoções motivacionais e classificá-las corretamente. Assim, fica mais fácil superar o desânimo e se motivar!

Frederick Herzberg, autor da Teoria dos Dois Fatores, fundamenta sua teoria no ambiente externo e no trabalho e defende que a motivação depende de dois fatores: higiênicos e motivacionais.

O objetivo do psicólogo americano era entender os fatores que causam insatisfação e aqueles que são responsáveis pela satisfação no ambiente de trabalho. Nessa teoria, Herzberg afirmava que existiam dois fatores que afetavam o individuo no ambiente de trabalho:

• Fatores Higiênicos: São fatores extrínsecos ou ambientais e estão localizados no ambiente. Por exemplo, no trabalho os fatores extrínsecos podem ser o salário, os benefícios, as condições físicas e ambientais da empresa, as diretrizes, o clima organizacional, as oportunidades e o tipo de supervisão recebida, etc.

O termo “higiene” traz a ideia de prevenção, ou seja, fatores que podem ser evitados. Quando os fatores higiênicos são ótimos, evitam a insatisfação, mas não garantem a elevação da satisfação. Porém, quando são precários, provocam a insatisfação. São chamados Fatores Insatisfacientes.

Esse fatores, geralmente, estão fora do controle das pessoas. Mas você pode escolher entre acatá-los ou escapar deles. Por exemplo, se a empresa não oferece benefícios, condições e salários suficientes para te motivar, você pode buscar outro emprego ou abrir sua própria empresa.

• Fatores Motivacionais: São fatores intrínsecos e estão relacionados com o cargo em si, com os deveres e as tarefas executadas. A satisfação no cargo é função do conteúdo ou atividades desafiadoras e estimulantes do cargo.

Esses fatores estão sob o controle dos indivíduos, pois estão relacionados com aquilo que ele faz e desempenha. Causam um nível de satisfação elevado e duradouro, aumentando a produtividade em níveis acima da média e abrangem sentimentos de realização, crescimento e reconhecimento profissional.

Quando os fatores motivacionais são ótimos, aumentam a satisfação do indivíduo pelo trabalho, mas quando são precários, evitam a satisfação. São chamados Fatores Satisfacientes.

Com o intuito de proporcionar uma contínua motivação no trabalho, o indivíduo deve ocupar uma posição que lhe ofereça desafios profissionais, liberdade para decidir, ascensão na carreira, reconhecimento e realização profissional.

Fatores que levam à insatisfação (Higiênicos) Fatores que levam à satisfação (Motivadores)
Política da Empresa Crescimento
Condições do ambiente de Trabalho Desenvolvimento
Relacionamento com outros funcionários Responsabilidade
Segurança Reconhecimento
Salário Realização.

O segredo para garantir a motivação dos trabalhadores caracteriza-se pelo enriquecimento das tarefas, ampliando as responsabilidades, as metas e os desafios profissionais; sem negligenciar fatores como estabilidade, segurança, benefícios, ferramentas de trabalho, salários adequados, bem como proporcionando certo status e reconhecimento profissional.

Artigo extraído e adaptado do site Portal Educação.

_____________________________

Conteúdo relacionado:
Como se manter motivado mesmo quando as coisas não acontecem como gostaria

test-failure

Ciência explica porque reclamar altera negativamente o cérebro

science-happiness_synapses

Conteúdo Relacionado